Estas são as três maiores editoras em Portugal:

Porto Editora

editoras-esforço-de-equipe

A Porto Editora é a maior editora em Portugal. Nas duas últimas décadas, o mercado editorial no país tem fervilhado ao nível das aquisições. E a Porto Editora é, muito provavelmente, o principal exemplo desse fenómeno.

O negócio foi fundado em 1944 por Vasco Teixeira. Na primeira fase da sua jornada, a empresa foi maioritariamente conhecida pela edição de publicações na área da educação. Já nessa altura, adquiriu duas editoras que operavam no ramo, a Lisboa Editora e a Areal Editores.

Com o passar do tempo, o catálogo da Porto Editora tornou-se extremamente diversificado, passando a incluir obras de ficção e de não-ficção, assim como uma vasta oferta infantojuvenil.

Foi em 2010 que a Porto Editora reclamou o seu lugar como a maior editora do mercado português, na sequência da aquisição de um dos grupos editoriais e literários mais antigos em toda a Europa, o Grupo Bertrand Círculo.

Com essa aquisição, um sem-número de autores e livros editados ao longo de centenas de anos, desde a abertura da livraria Bertrand em Lisboa no ano de 1732, passaram a estar sob a alçada da Porto Editora.

LeYa

editoras-reunião-de-equipe

A missão do grupo editorial LeYa passa por estabelecer um negócio verdadeiramente internacional, mas tendo sempre como principal referência a língua portuguesa. Alinhada com esse objetivo, a LeYa marca presença nos mercados brasileiro, angolano e moçambicano.

Nos últimos anos, o grupo tem vindo a adquirir editoras de menor dimensão, tais como a ASA, a Casa das Letras, a Estrela Polar, a Lua de Papel, a Oficina do Livro, a Sebenta e a Teorema. Ao todo, são 18 as marcas ativas da LeYa em Portugal.

Tendo em conta que a editora foi fundada há pouco mais de uma década, em 2008, é notável verificar que já ocupa, há anos, um lugar de topo no panorama editorial português. Os livros lançados através da LeYa enchem regularmente as listas dos mais vendidos no país.

A empresa empreende ainda projetos especiais ao nível da publicação de obras educativas e tecnológicas, assim como da aprendizagem pelo método e-learning, sendo esta uma parceria com diferentes universidades.

Planeta

editoras-aperto-de-mão-de-negócios

Ao contrário da Porto Editora e da LeYa, a editora Planeta não teve início em Portugal. A sua sede situa-se em Barcelona, e a empresa é líder de mercado na Espanha, na França e em vários países da América Latina. Chegou a terras portuguesas em 2009.

A prioridade da Planeta é promover a diversidade. E isso é comprovado pelo seu variadíssimo catálogo, assim como pelos milhares de autores de dezenas de países.

Qualquer tipo de publicação em que pense, o provável é que a Planeta edite. Desde a história à gestão, das biografias aos thrillers, da banda desenhada à gastronomia, da ciência aos policiais e muito, muito mais.

Top 10 do mercado português

A completar o top 10 das maiores editoras em Portugal encontram-se a Editorial Presença, a Gradiva, a Plátano Editora, a Edições Piaget, o Grupo Lidel, a Livros do Brasil e a Sextante Editora.